Arquivo da tag: higiene

Como estão hoje as famílias afetadas pelas tempestades na Região Serrana do RJ

Dois meses após o desastre na região serrana do Rio de Janeiro, o drama vivido em 12 de janeiro de 2011 continua para milhares de famílias. Em Petrópolis, onde as tempestades causaram destruição e perdas, principalmente no distrito de Itaipava, o que se vê ainda são muitos destroços e lixo.

Os moradores das comunidades Gentil, Benfica, Madame Machado, Vale do Cuiabá, Buraco do Sapo e Borges, entre outras, estão aguardando os laudos de casas da Defesa Civil. Embora o aluguel social esteja sendo pago, não há casas disponíveis nas regiões mais pobres do distrito e a mudança para outras áreas não é uma oferta muito agradável para estes habitantes, pois o preço do aluguel é bem mais caro e a mudança implica no distanciamento de suas família e comunidades, a mudança de escola para seus filhos, a oferta e a locomoção para o trabalho. Tudo isso afeta dezenas de famílias que ainda se encontram assustadas com as perdas sofridas no desastre.

Moradores de Petrópolis ainda sofrem com as consequências da tempestade de janeiro

Ontem, uma equipe da CARE Brasil esteve na comunidade do Borges, na estrada que vai para o Centro de Treinamento do Vale da Esperança. Lá, cerca de 20 famílias residentes sofreram muitas perdas e danos. “Quando a água veio com aquela força, trazendo muito barro, a gente foi subindo para o alto. Eu fiquei apavorada, tive que fugir. Depois de umas quatro horas, a água baixou, então voltei e vi que tinha perdido tudo. Minha casa e tudo o que tinha dentro desapareceu”, comenta Juliana Murta Machado, moradora do Borges há 22 anos.

Aproximadamente quinze famílias moram na comunidade e estão aguardando uma posição da Prefeitura quanto à habitação. Os riscos de novas tragédias assustam. Segundo várias mulheres moradoras do local, não há esperança de continuidade. Uma comunidade inteira que convivia harmoniosamente há quase 30 anos terá agora a sua história alterada. Elas falam com tristeza da possibilidade de mudança.

A geografia da região foi alterada. Um riacho estreito se transformou em um rio de larga extensão. Máquinas e tratores estão cuidando de desassorear o rio. As estradas estão lamacentas e com acesso precário, mas nada disso tira a esperança das famílias, que afirmam ter coragem de ajudar umas às outras.

A CARE Brasil irá distribuir kits de higiene e de limpeza no local na quinta-feira (17/03). Também serão realizadas em breve outras ações de apoio às famílias, tais como acompanhamento na situação da moradia, levantamento das necessidades prioritárias, distribuição de utensílios para o lar e capacitações sobre enfrentamento de riscos e desastres, segundo a gerente local do projeto de emergência na região serrana do Rio de Janeiro, Rosangela Gomes, da CARE Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em RJ - Região Serrana

Melhoria das condições de vida em acampamentos

Além de cuidar da promoção da higiene, a CARE fornece itens de higiene básica para os haitianos ainda vivendo em acampamentos. Em Aujecad, por exemplo, a CARE construiu 14 latrinas, oito para mulheres e seis para homens. A separação mantém a privacidade.

A CARE também construiu ali dois chuveiros, que são basicamente armações de madeira cobertas com lonas de plástico. As pessoas podem entrar com um balde de água e limpar-se. Parece pouco mas, nessas condições de superpopulação dos acampamentos, a construção de locais privados para tomar banho é uma significativa melhoria nas condições de vida.

A CARE e a comissão de saúde do acampamento designaram ainda uma pessoa que mantém tudo arrumado e garante que haja sabão nas estações de lavagem de mãos. Estes auxiliares ganham cerca de cinco dólares por dia. A CARE também oferece vassouras, máscaras, luvas e detergente para manter a limpeza dos banheiros.

Deixe um comentário

Arquivado em Haiti

Educadores, pais e crianças mobilizados pela promoção da higiene

Crianças têm participado em atividades de promoção de higiene promovidas pela CARE no Haiti, que divulga informações às comunidades haitianas para se protegerem de doenças e enfermidades. Isso é feito com visitas em domicílio, mensagens de rádio e oficinas.

A CARE treina os educadores para falar sobre higiene corporal adequada, como evitar doenças como malária e diarréia e como coletar, transportar e armazenar água com segurança.

Para certificar-se de que estas mensagens cheguem a todos, a CARE apoia a formação de clubes de mães e filhos. Nos clubes, a população discute questões de higiene e segurança e ensinam uns aos outros o que aprenderam. Equipes da CARE também organizam sessões públicas de vídeos que ilustram o comportamento de higiene adequada.

Deixe um comentário

Arquivado em Haiti